terça-feira, 20 de junho de 2017

A Voz do Alcides

Programa-piloto, com a apresentação de Amanda e Daniel, ambos integrantes do Grêmio Estudantil Independente, da E. E. Alcides Cunha.
Nesta edição, em um programa-laboratório, foi discutida a reforma do ensino médio do ponto de vista dos estudantes, ao mesmo tempo em que era feita a socialização de alguns preceitos básicos de rádio comunitária.  

Programa A Voz do Morro

A Luta Pela Moradia e o Direito à Cidade na ZL
O programa abordou o contexto de extremo avanço da especulação imobiliária no entorno de nosso Morro Santana e a Zona Leste como um todo.
O debate contou com a participação das comunidades:
-Vila Boa Esperança
-Alto da Colina
-Vila Tijuca
Apresentação: Rod Rodrigues

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Altos da Colina - A Luta Pela Moradia

24 de maio de 2017, Lado Oeste do Morro Santana. Estivemos ontem, em conjunto com companheiros da Vila Boa Esperança, por cerca de 9 horas consecutivas sem parar para comer e descansar, acompanhando o processo de reintegração de posse nos Altos da Colina. Tentamos editar o mais rápido possível essa reportagem para sintetizar tudo que aconteceu. Agradecemos a todas as pessoas que emprestaram celular e cederam imagens para conseguirmos fazer essa cobertura completa. AJUDEM A COMPARTILHAR! A ação ocorreu com muita violência policial, com presença da BM, Tropa de Choque, BOE e Helicópteros, com dezenas de disparos de balas de borracha e bombas de efeito moral, ameaças de morte a moradores, gestantes, crianças e idosas feridas. A população resistiu bravamente com gritos, faixas, barricadas, pedras e foguetes mas infelizmente não conseguiu impedir o despejo de duas residências. Após o despejo, moradores desceram para o asfalto e trancaram o cruzamento com as avenidas Antonio de Carvalho, Ipiranga e Bento Gonçalves e foram duramente reprimidas pela Força Nacional e Tropa de Choque. A suspeita da motivação do despejo é a extensão da rede de alta tensão da CEEE que passa por cima da vila e deve abastecer o novo BAIRRO DE LUXO PLANEJADO ROSSI AMÉRICA, que vem desmatando o Morro Santana e trazendo prejuízos a população. Moradores da Vila Boa Esperança, comunidade vizinha que está sofrendo com a ameaça de despejo também se solidarizaram e estiveram acompanhando a ação. Equipe de reportagem A Voz do Morro 31 de maio de 2017, Porto Alegre. Uma semana após a violenta ação da Brigada Militar no dia 24 de maio, que teve como saldo alguns feridos e duas casas destruídas após o cumprimento de reintegração de posse, os moradores dos Altos da Colina foram até a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul para denunciar as injustiças cometidas contra a comunidade. Confira no vídeo os detalhes: Eles foram recebidos pela Comissão de Direitos Humanos e também pela Subcomissão de Moradia, onde falaram para deputados e vereadores sobre a situação do bairro, onde várias famílias passaram a conviver com o medo do despejo desde que a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), pediu reintegração de posse em algumas áreas do local, sob alegação de que as casas foram construídas irregularmente. Além de parlamentares, os moradores se encontraram também com a Dra. Luciana Artus Schneider, do Núcleo de Defesa da Moradia da Defensoria Pública. Os moradores dos Altos da Colina alegam que, quando as casas foram construídas, algumas delas há mais de trinta anos, não houve contestação do Governo Estadual e nem da direção da CEEE e nem outro tipo de contato avisando que não era permitido construir no local. Também foi questionado o porquê de apenas agora a CEEE ter aparecido com o pedido de reintegração de posse, justo no momento em que o Governo do Estado, comandado por José Ivo Sartori (PMDB), tenta vender a empresa estatal de energia para a iniciativa privada; justo no momento em que a construtora Rossi prepara um empreendimento para o lado oposto dos Altos da Colina, construção esta que necessitará de energia elétrica transmitida por fios que, possivelmente, terão que passar pela área onde foi feita a reintegração de posse, e para isso não podem haver casas ali. Questionadora e persistente, a comunidade dos Altos da Colina segue em busca de justiça.

Gravações de Maio


Com a participação do COLEP
Com a participação de Paola